• Procto Vita

DOR ANAL PODE SER FISSURA?

Definição

A fissura anal é uma pequena ferida, um corte ou ruptura do revestimento do canal anal.

É uma doença muito comum, afeta tanto homens quanto, mulheres e pode ocorrer em qualquer faixa etária. Os sintomas mais comuns incluem dor e sangramento e por isto é muitas vezes confundida com os sintomas de hemorroidas.


Sinais, sintomas e causas

A dor na região anal geralmente ocorre durante e após as evacuações, acompanhado de sangramento vivo com variações de intensidade / quantidade podendo ser visível no vaso sanitário ou no papel higiênico. Coceira e inchaço podem surgir com o passar do tempo.

A fissura anal pode se manifestar de forma aguda ou crônica. Na fase aguda a dor pode ser intensa e levar a dificuldade para evacuar ou bloqueio da defecação. Outra manifestação possível nas fissuras é a infecção, podendo levar a abscesso anal.

O surgimento da doença costuma acontecer após a passagem de fezes seja nos quadros de constipação / prisão de ventre ou nos casos de diarreia. Contudo, outros fatores como a hipertonia do esfíncter anal podem estar associados à doença ou mesmo pode se dar como manifestação de outras doenças tais como câncer de canal anal, doença de Crohn ou infecções sexualmente transmissíveis.


Tratamento

O tratamento será escolhido pelo seu coloproctologista, após avaliação da história clínica e exame físico e poderá ser inicialmente conservador com taxas de cura em torno de 90%.

Os cuidados incluem alterações na dieta conforme perfil de cada paciente, analgésicos tópicos e / ou orais, banhos de assento com água morna, etc.

As fissuras que demoram a cicatrizar ou os casos de recidiva precisam ser reavaliadas pelo especialista e alguns casos podem necessitar de cirurgia.


O tratamento cirúrgico visa diminuir o poder de contração do esfíncter interno anal. Com isto, consegue-se melhorar o fluxo de sangue para o local da fissura estimulando sua cicatrização.


Esta cirurgia possui altos índices de cicatrização embora envolva alguns riscos que serão explicados pelo cirurgião. Outros problemas associados à fissura crônica que podem ser tratados através da cirurgia são o plicoma anal, a papila hipertrófica e as fístulas.


ATENÇÃO!


Não se automedique!



Este site disponibiliza informações que não podem e nem devem substituir uma consulta médica.

5 visualizações0 comentário